quarta-feira, 9 de julho de 2014

O que é CARDAMOMO

Carda o que ?!?! 
O Cardamomo (cardamom, cardamone), é uma árvore de grande porte, cujo nome científico é Elettaria cardamomum.

É um condimento caro e muito importante na Índia, Oriente Médio, China, países escandinavos (Noruega, Suécia e Dinamarca) e América Espanhola.


Feitiço com Cardamomo:

Amor:
Para que seu amado lhe dedique eterna paixão, adicione uma colher de chá desta erva na massa do bolo. Mas lembre-se : nunca revele para ele os ingredientes de sua receita. Se a pessoa que você deseja não corresponde ao seu amor, experimente soprar três pitadas de cardamomo em suas costas. O resultado logo será visível.






A planta é da da família das zingiberáceas, a mesma do gengibre, com folhas grandes, flores brancas e frutos secos de cor esverdeada ou branca contendo sementes negras e aromáticas em pó ou em óleo com sabor picante.

As sementes de cardamomo são consumidas hoje no café nos países árabes ("Arabian coffee") e na Índia, na mistura de condimentos usada para temperar pratos. Também é aproveitado para aromatizar pães, carnes, pastéis, pudins, doces, salada de frutas, sorvetes, embutidos e licores.

Tem propriedades anti-sépticas, digestivas, diuréticas, expectorantes e laxantes.
Conta a lenda que um antigo rei persa dono de um belo cavalo de batalha, se deparou um dia com um problema... O cavalo tinha um defeito: sempre que farejava a presença de uma égua, perdia a compostura e abandonava a batalha.

O rei, cansado de tanta agitação, resolveu mandá-lo capar. No momento em que os criados se preparavam para a operação, a rainha veio à janela e, percebendo o que se passava, gritou: - Não lhe façam mal! Dêem-lhe antes 20 chávenas de café, como eu faço ao meu marido.

Esta história parece nada ter a ver com o cardamomo... No entanto, é um fato que no próprio Oriente o café tinha fama de acalmar as capacidades viris, enquanto o cardamomo, pelo contrário, de as estimular. É por isso que os homens, sempre que bebiam café, misturavam alguns grãos de cardamomo à sua bebida.

Diz-se que "um vinho quente aromatizado com cardamomo é capaz até de acordar um homem morto"! Talvez por isso, a sedutora rainha Cleópatra não se esquecesse nunca de perfumar as divisões do seu palácio com umas pitadinhas de cardamomo de forma a conquistar irremediavelmente o seu querido Marco Antônio!!

O cardamomo é um tempero pouco conhecido no Brasil, mas muito utilizado na culinária e na medicina tradicional asiática.
 
Por aqui, é possível encontrá-lo em mercados municipais e lojas de especiarias. Tem aroma intenso e gosto forte, levemente apimentado. Além de incluí-lo na massa de pães, bolos e carnes, o cardamomo também vai no café árabe e no chá.

A semente dessa planta da família do gengibre, de folhas grandes e flores brancas, era mascada pelos egípcios para refrescar o hálito e limpar os dentes. Posteriormente, suas propriedades terapeuticas foram descobertas e ele passou a fazer parte do arsenal de produtos naturais voltados à saúde. 

Tempero muito utilizado no Oriente tem propriedades medicinais




O cardamomo tem efeito digestivo, anti-séptico, diurético, laxante e expectorante – uma boa opção para auxiliar no tratamento de gripes e resfriados nessa época do ano, quando o índice dessas doenças aumenta. Basta apenas uma pequena colher para prevenir a formação e auxiliar a excreção do muco das vias aéreas.
O nutricionista norte-americano David Grotto, fundador da Nutrition Housecall (instituição que providencia cuidados personalizados de nutrição e dietética) e autor do livro “101 alimentos que podem salvar a sua vida” (Ed. Larousse), relata as propriedades do cardamomo para matar H. Pylori, a bactéria associada a úlceras.

 “Também exerce um efeito calmante no aparelho digestivo e é usada para tratar dispepsia e gastrite.” Na medicina chinesa, o ingrediente é utilizado contra problemas do aparelho digestivo, como a dor de estômago, náuseas e vômitos.

“O gengibre, que é da mesma família, é muito utilizado contra tonturas e enjôos. Em alguns países, ele é receitado para grávidas por conta dos enjôos”, afirma José Lara Alves Neto, presidente da Associação Nacional de Nutrólogos (Abran). 

A planta é utilizada também como antiinflamatório e algumas pesquisas já relataram benefícios no tratamento do câncer de cólon. No Oriente, ganhou a fama de ser afrodisíaco, por isso é inserido no café de modo a compensar o efeito da cafeína, que baixaria a libido, segundo a crença local.

Para incluí-lo no dia a dia, prefira comprá-lo em cápsulas e abrí-las somente no momento do uso. “Para preservar o aroma, ponto forte dessa especiaria, deve-se retirar as sementes com cuidado e, de preferência, torrá-las (a seco ou em óleo), em uma frigideira ou forno. Deve-se, também, evitar moer as sementes, pelo mesmo motivo, ou se moer, usá-las em seguida”, aconselha a nutricionista Solange Saavedra, gerente técnica do Conselho Regional de Nutricionistas/SP.

Fontes:
Wikipédia e www.correiogourmand.com.br
 http://delas.ig.com.br/cardamomo-uma-especiaria-medicinal/n1237673686227.html